Chick Lit | 308 Páginas | Editora Verus | 2017 | Classificação: 4,5/5.
Sinopse: Era uma vez uma pequena livraria em Londres, onde Posy Morland passou a vida perdida entre as páginas de seus romances favoritos. Assim, quando Lavinia, a excêntrica dona da Bookends, morre e deixa a loja para Posy, ela se vê obrigada a colocar os livros de lado e encarar o mundo real. Porque Posy não herdou apenas um negócio quase falido, mas também a atenção indesejada do neto de Lavinia, Sebastian, conhecido como o homem mais grosseiro de Londres. Posy tem um plano astucioso e seis meses para transformar a Bookends na livraria dos seus sonhos — isso se Sebastian deixá-la em paz para trabalhar. Enquanto Posy e os amigos lutam para salvar sua amada livraria, ela se envolve em uma batalha com Sebastian, com quem começou a ter fantasias um tanto ardentes. Resta saber se, como as heroínas de seus romances favoritos, Posy vai conseguir o seu “felizes para sempre”. O primeiro livro da série A Livraria dos Corações Solitários!
Posy cresceu na Bookends (livraria da Lavínia) com Sam – seu irmão caçula – e os pais. Após um acidente de carro, seus pais morrem e deixam a garota com a grande responsabilidade de cuidar de Sam. Lavínia é uma avó postiça para Posy, uma senhora de coração grande que também ama ler. Cedeu à família da garota o kitnet acima da livraria para morarem, e mesmo após a morte de seus pais ela permaneceu no pequeno lugar e trabalhando na livraria.

A história começa no dia do funeral de Lavínia, no qual Posy descobre que a senhora deixou para ela a livraria e a casa acima. Claro, isso seria uma notícia maravilhosa se não fosse pelo fato de que a livraria está à beira da falência. E se Posy não conseguir melhorar a livraria em um ano, terá de passá-la para Sebastian – neto de Lavínia – e ele poderá fazer o que quiser com o lugar, inclusive destruí-lo. A livraria tem um grande valor sentimental para Posy, que cresceu ali, viu seus pais se dedicarem tanto à livraria, leu seus romances favoritos e se refugiou entre os livros por tantas vezes. Então tudo que ela menos quer é fazer com que a livraria feche, mas Posy não tem a menor ideia de como administrar o lugar com poucos recursos, sem tempo ou chance de arriscar errado.

Para piorar a situação da garota, ela descobre que uma das poucas pessoas que podem concedê-la recursos para sua ideia de reabrir o local é Sebastian, e que para isso ela vai ter que abrir mão do que ela sonha e planeja que a Bookends se torne – uma livraria onde passa felicidade para as pessoas, principalmente aos amantes de romance – para se tornar uma livraria que mais tem a cara do neto de Lavínia do que a sua, caso ela aceite a proposta. Ela irá analisar todas as opções, inclusive a opção de fingir que aceita a proposta de Sebastian quando na verdade ainda pretende que a Bookends torne-se a Felizes para Sempre, seu projeto de reforma. Mas será que essa é a melhor ideia de Posy? É o que vamos descobrir.

Que sorte a minha ter algo que torna tão difícil dizer adeus.

Entre visitas inesperadas e inconvenientes de Sebastian – e super engraçadas –, reuniões com seus amigos e funcionários, tentativas de proteger e cuidar de Sam, seu irmão adolescente, construção de uma vida social, ponderar sobre relacionamentos, noites à frente do computador escrevendo algo que surpreende até ela mesma e pouco tempo para reerguer a Bookends, Posy perceberá a confusão que sua vida está e tentará amadurecer mais ainda para conseguir segurar toda essa responsabilidade.

Talvez as palavras impressas nas páginas fossem as palavras que o leitor ouvia há tanto tempo bem no fundo de sua alma, sem que nunca tivesse conseguido expressá-las. Cada livro prometia a seu leitor que, por mais dificuldades e tormentos que a vida pudesse lançar em seu caminho, ainda havia finais felizes a serem alcançados.

A história me agradou muito! A primeira vez que vi a capa desse livro e li a sinopse, ele entrou para minha wishlist na mesma hora. Achei uma ideia incrível toda a premissa do livro, um leitor ler sobre a história de uma leitora assídua dona de livraria. Sem contar nas inúmeras vezes que vemos a Posy gente como a gente: a bagunça do quarto, os livros espalhados, as incontáveis horas de leitura, os “só mais um capítulos”, as noites em claro lendo e as incontáveis citações e menções de grandes romances literários, que faz qualquer fã do gênero se encantar ainda mais por a história. Tudo isso nos aproxima mais da história, nos conecta e faz nos identificarmos com a protagonista a maioria do tempo.

Não há muita reviravolta no livro, nem muitas surpresas. É aquele clichê que a grande parte dos amantes de romance açucarado ama! O que faz nos apegarmos a história – pelo menos para mim – é a forma como a protagonista mostra seu lado determinado e ao mesmo tempo vulnerável, tornando-a mais real. Ela luta com os poucos recursos disponíveis para salvar algo que ama, e no meio dessa jornada consegue se conhecer melhor, crescer, se aproximar do seu irmão caçula, superar cicatrizes abertas do passado, e mais.

Ela recolhia livros como nuvens e as palavras se despejavam como chuva.

O livro é narrado em terceira pessoa, e confesso que eu tenho uma dificuldade em me conectar com narrações desse tipo, porém com A pequena livraria dos corações solitários foi totalmente diferente. Mergulhei na história e a cada capítulo queria mais e mais. Os capítulos que narrava a história da Posy – um romance de época – eram super legais, e aplaudi a criatividade da autora de conseguir colocar uma história dentro da outra, conseguir conectá-las sem se perder no meio de ambas.

Nem preciso comentar sobre a capa, né?! Só de olhar para ela já bate a super vontade de conhecer mais a história da Posy. E recentemente a Editora Verus comentou em seu Instagram (@veruseditora) que já estão trabalhando no lançamento da edição brasileira da sequência, intitulada em Inglês de: True love at the lonely hearts bookshop, que vai nos contar a história de outro personagem do primeiro livro. Capa original da sequência aqui.

Eu nunca estaria sozinha se amasse os livros.

Vocês já conheciam esse livro? Ficaram curiosos para ler? Espero ter ajudado a esclarecer algumas dúvidas. Você pode comprá-lo aqui: Amazon | Saraiva | Submarino.


4 Comentários

  1. Aí que tudo!!! Me apaixonei total por esse livro. Vou comprar com certeza! Tem mais desse gênero?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, que bom que gostou! Aqui na coluna ao lado direito tem os marcadores, clica na tag "chick lit", já postei resenha de alguns nesse estilo. Confere lá, com certeza você vai amar <3

      Excluir
  2. Olá
    Eu sou louca pra ler esse livro. Essa capa é muito amor, a sinopse é muito amor e agora quero ainda mais por conta da sua resenha. Pra mim, esse é o tipo de livro perfeito pra sair da ressaca literária.
    Um beijo

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, é um livro maravilhoso para sair da ressaca literária. Muito fofinho, impossível não se divertir e se apaixonar. Vale super a pena! :*

      Excluir