Romance | 272 Páginas | Editora Arqueiro | 2011 | Classificação: 4/5.
Sinopse: Desde que perdeu sua esposa, Jacob Jankowski vive numa casa de repouso, cercado por senhoras simpáticas, enfermeiras solícitas e fantasmas do passado. Por 70 anos Jacob guardou um segredo. Ele nunca falou a ninguém sobre os anos de sua juventude em que trabalhou no circo. Até agora. Aos 23 anos, Jacob era um estudante de veterinária. Mas sua sorte muda quando seus pais morrem num acidente de carro. Órfão, sem dinheiro e sem ter para onde ir, ele deixa a faculdade antes de prestar os exames finais e acaba pulando em um trem em movimento - o Esquadrão Voador do circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra. Admitido para cuidar dos animais, Jacob sofrerá nas mãos do Tio Al, o empresário tirano do circo, e de August, o ora encantador, ora intratável chefe do setor dos animais. É também sob as lonas dos Irmãos Benzini que Jacob vai se apaixonar duas vezes: primeiro por Marlena, a bela estrela do número dos cavalos e esposa de August, e depois por Rosie, a elefanta aparentemente estúpida que deveria ser a salvação do circo. "Água para Elefantes" é tão envolvente que seus personagens continuam vivos muito depois de termos virado a última página. Sara Gruen nos transporta a um mundo misterioso e encantador, construído com tamanha riqueza de detalhes que é quase possível respirar sua atmosfera.
O livro conta a história de Jacob Jankowski, um senhor que mora em um asilo e cansando de ser tratado como inválido começa a relembrar a sua história. Foi um jovem que estava prestes a concluir a faculdade de veterinária, quando no dia da prova recebe uma trágica notícia. Sozinho, sem ter pra onde ir ou com quem contar ele foge. Triste, sem dinheiro, sem parentes e sem concluir sua graduação, ele acaba conseguindo um emprego em um circo itinerante, cuidando dos animais. Com tudo que estava passando e a nova vida a se adaptar, Jacob encontra nos animais um lugar reconfortante - especialmente em Rosie, o elefante estrela do circo. 

"Eu achava que preferia envelhecer à outra opção, mas agora já não tenho tanta certeza. Mas não há nada que se possa fazer em relação a isso. Só me resta passar o tempo esperando o inevitável, observando os fantasmas do meu passado se agitarem em volta do meu presente insignificante. Eles se chocam e se esbarram à vontade, principalmente por não haver nenhuma resistência. Parei de lutar contra eles."

Marlena - a estrela do número dos cavalos e esposa de August, o chefe do setor dos animais - também guarda um carinho especial por Rosie, e essa ligação unirá Marlena e Jacob, e juntos eles tentarão garantir aos animais do circo mais cuidados. Entre a turbulência da vida e a discriminação entre as classes de trabalhadores do circo, Jacob também relembrará de momentos incríveis que viveu naquele lugar que, durantes os espetáculos, parecia abrigar magia e encantamento.

A autora facilmente nos envolve na história, é como se estivéssemos ali e fizéssemos parte de tudo. É uma escrita que flui fácil, a narração é rica em detalhes mas apesar disso não é nem um pouco cansativa e quando acabamos a leitura a sensação de ainda estar envolvida na história é intensa. Um livro leve de leitura agradável, mas que também nos mostra problemas reais.

As cenas que nos mostra Jacob na velhice - "dias atuais" - são, por muitas vezes, divertidas. Quando mostra às enfermeiras da casa de repouso o quão forte ele é, e não permite que a idade limite-o ou o incapacite. E mesmo apesar da solidão, ele lembra que sua juventude, apenas de difícil, deixou muitas boas lembranças.

"O amor por esses animais me toma de súbito, uma inundação repentina, e aí está ele, sólido como uma rocha e fluido como a água."

Gostei muito da história, da escrita, do contexto. É tudo muito realista, envolvente, informal, direto e emocionante. Há alguns palavrões durante os diálogos, isso me incomoda um pouquinho, mas nada que interfira na qualidade da história ou na opinião geral. A forma como ela descreve alguns momentos especiais no circo, nos deixa com vontade de estar ali de verdade, de correr e procurar um circo para visitar. E isso é algo fantástico, conseguir nos envolver na história a esse ponto. O livro nos diverte, nos emociona, nos mostra um lado desencantado desse mundo de apresentações, mas que também é bem real. É um misto de emoções muito bom!

Faz alguns anos que li o livro, foi um dos primeiros que li quando comecei a amar esse mundo da literatura, mas ele me marcou muito e, para mim, tornou-se inesquecível. Guardo um carinho muito especial por essa história, e sei que assim como ela me cativou também irá cativar muitos outros leitores que ainda a conhecerão.

"Parece que estou num contínuo entra e sai em relação ao tempo e ao espaço." 

E algo super bacana é que Robert Pattinson estrelou o filme do livro em 2011, junto com a atriz Reese Witherspoon. Claro, o livro é bem mais incrível do que o filme, mas ainda assim gostei muito da adaptação, e achei que super vale à pena conferir. 

Vocês já conheciam esse livro? Ficaram curiosos para ler? Espero ter ajudado a esclarecer algumas dúvidas. Você pode comprá-lo aqui: Amazon | Saraiva | Submarino


4 Comentários

  1. Já conhecia o livro, mas essa é a primeira resenha que vejo dele! Achei legal a história até porque já tentei assistir o filme e achei um saco KKKKKK mas talvez o livro consiga me prender até porque é como você disse, livro é sempre bem mais incrível! Ahhh, e sei bem como é ter esse xodó com os livros que nos iniciaram no mundo da literatura, sou assim com Querido John <3
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, e às vezes temos a sorte de ler o livro certo na hora certa, talvez se eu lesse ele nos dias de hoje não guardaria um carinho tão especial por ele. O mundo da leitura é realmente algo mágico. rs <3

      Excluir
  2. É uma história muito bonita, amei sua resenha :D

    https://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir