Chick Lit | 351 Páginas | Editora BestBolso | 2016 | Classificação: 3/5.

SinopseEmma Corrigan tem alguns segredinhos... Mas quem não tem? Durante uma viagem de avião bem turbulenta, Emma acredita que não sobreviverá aos solavancos, e acaba contando todos - mas todos! - os seus segredos para o homem sentado na poltrona ao lado. Quando a aeronave pousa em segurança, ela pede desculpas ao companheiro de voo pelo desabafo, pensando que nunca veria aquele estranho bonitão. No dia seguinte, no entanto, ela descobre que seu colega de viagem era ninguém menos que Jack Harper, um dos fundadores da grande Corporação Panther, empresa na qual Emma trabalha como assistente de marketing. E que seu encontro desajeitado com o milionário a colocaria na maior confusão. 
Emma vai a sua primeira reunião de marketing sozinha (em outro país). Enfrentando alguns desafios como deixar de lado seu medo de voar de avião, e se esforçando para fechar um contrato que acaba não dando certo, o que significa que a promoção de cargo que ela tanto desejava provavelmente não vai acontecer. Chateada, Emma embarca para voltar pra casa, mas as coisas não param de dar errado. Sua blusa abre e ela não percebe, e anda por todo o aeroporto com seu sutiã rosa à mostra. A comissária de bordo vê toda a tristeza de Emma e para animá-la consegue encaixá-la na classe executiva. O que parecia ser um grande presente, acaba se tornando o inicio de uma grande confusão na vida da garota. O voo passa por uma grande turbulência e ela acaba achando que vai morrer, então solta todos os seus segredos para o homem charmoso que está na poltrona ao lado. Mas com algum tempo depois a aeronave pousa em segurança, mas não rápido o suficiente para que Emma não contasse exatamente TODOS os seus segredos. 
Ela tenta se convencer que está tudo bem, pois nunca mais irá encontrar com o bonitão novamente e tudo será esquecido. Mas realmente não era isso que o destino tinha preparado para ela, talvez ela devesse aprender mais algumas coisas. O cara ao seu lado - Jack Harper - é o fundador da empresa multinacional que ela é funcionária e está indo visitar justamente a sede em que Emma trabalha. Apesar dos segredos dela terem sido expostos, o milionário também tem alguns segredos ainda não revelados. E claro que toda essa confusão hilária vai atrair os dois e dar uma reviravolta em suas vidas. Mas principalmente Emma concertará muita coisa entre seus próprios enganos e aqueles que afetam pessoas ao seu redor. 
Aprenderá que há segredos que devem ser mantidos, mas por muitas das vezes a honestidade é o melhor caminho. Entenderá como lidar com a situação dos seus pais e sua prima (e irmã postiça) irritante, verá como um relacionamento com mais sinceridade se desenrola, e principalmente a ter mais cuidado e responsabilidade pelos seus atos.

“Mas o negócio é que é totalmente normal ter um ou outro segredinho que a gente não conta ao namorado. Todo mundo sabe disso.”

Primeiro, essa minha edição é uma de bolso que comprei na internet achando que era o tamanho tradicional, quando o livro chegou e eu vi que era edição de bolso tive uma ponta de decepção, mas claramente não é nada que prejudique a leitura. 
A escrita da autora é sensacional, nós já sabemos. Mas por que a avaliação foi três? Ainda estou me perguntando isso. Não sei! A história parece incrível, mas para mim essa leitura foi meio cansativa. Demorei mais do que o habitual para concluí-la, desanimei, pensei em abandoná-la. Mas sempre digo a mim mesma nesses casos "passe, pelo menos, da página 100 antes de julgar um livro". Acontece que passei da 100, da 150, da 200 e nada do livro melhorar. Lá para 250/290 que deu uma melhorada pois já se aproximava do fim.
Vamos aos fatos da história... Ok, nem tanto pela coincidência absurda de que entre milhões de pessoas na Europa, mais especificamente na Inglaterra, aquele rapaz fosse logo o chefe de Emma. Tudo bem que em situações extremas as vezes a gente fala sem pensar (e ela falou mais de uma hora sem pensar), mas nos momentos de choque que ela precisou falar sem pensar muito ela ficou absolutamente calada, quando ela precisava ficar calada ela falava. Era quase como se ela não exercesse nenhum controle sobre seu próprio corpo. 
Em relação ao romance, ele foi muito esticado (talvez querendo deixar os melhores momentos para o final) e acabou ficando cansativo por muitas vezes, como se fosse o velho "enchendo linguiça". Não achei emocionante, e cheguei a por alguns momentos torcer para não ficarem juntos (O QUE? LOGO EU, ROMÂNTICA INCORRIGÍVEL!) A protagonista também é super influenciável, como se os outros personagens estivessem sempre controlando e manipulando-a direta ou indiretamente. A comédia também não se destaca no livro, a maioria das partes me irritaram mais do que me fizeram achar graça. Tem um toque de novela Mexicana, sempre que algo parece que vai dar certo, na verdade, dá errado.  
Mas apesar dessa experiência com Sophie Kinsella não ter sido tão boa, ainda confio na capacidade da autora e espero logo ler mais alguns livros dela. As vezes o pequeno problema que muda tudo está apenas na disposição e empolgação do leitor, então fiquem de olho e aguardem a próxima resenha de um livro da autora, que logo vai estar no ar.  E não deixem de ler os livros que vocês se interessam pela história, mesmo com algumas opiniões contrárias, alguns livros podem nos surpreender! O que não rolou para uma pessoa, pode ser maravilhoso para outras. Leiam e tirem suas próprias conclusões. Conselho de tia, hein! hahahaha

“É incrível como sou uma pessoa diferente esses dias. É como se tivesse me transformado. Sou uma nova Emma. Muito mais aberta do que antes. Muito mais sincera. Porque o que aprendi de verdade é: se você não pode ser honesta com seus amigos, colegas e entes queridos, pra que serve a vida?”

Mas e aí pessoal, qual é as experiências de vocês com os chick lits da autora? Qual o seu livro preferido dela? Contem-me nos comentários.
Você já conhecia esse livro? Ficaram curiosos para ler? Espero ter ajudado a esclarecer algumas dúvidas.
Você pode comprá-lo aqui: Amazon | Saraiva | Submarino.


2 Comentários

  1. Amo a autora, mas ainda não li este livro.
    Apesar de vc ter achado o romance um pouco cansativo, ainda assim fiquei com vontade de dar uma chance pra a leitura <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou com alguns outros livros dela na minha lista para ler, mas confesso que fiquei receosa depois desse livro. Mas vou lê-los e trazer mais resenhas das histórias da Sophie.
      Mas não perca a oportunidade de ler, cada um reage às histórias de maneira diferentes. Livros são incríveis, o que me agradou (ou não) pode não agradar a outra pessoa (ou agradar) rs

      Excluir